Posts Tagged ‘música’

Música Grátis :D

Já é oficial, as borlas no mundo da música vieram para ficar! (e ainda bem)

Pois é cada vez mais se têm vindo a verificar as borlas de músicas na Internet. Depois de anos e anos a “sofrer” das constantes piratarias, várias bandas têm vindo a disponibilizar nos seus sites downloads grátis dos seus singles e por vezes dos albuns. São caso disso mesmo os Coldplay, Nine Inch Nails e os Offspring. Mas em Portugal esta situação começa também a ser cada vez mais familiar, os Santos & Pecadores também colocaram na internet TODO o album para download. 🙂

Parece efectivamente que as bandas compreenderam que este tipo de acções só as promove e valoriza, para além de ser um excelente modo de divulgação dos seus trabalhos. Sendo que hoje em dia as principais receitas advêem de publicidade e concertos, espero que cada vez mais bandas sigam estes bons exemplos… 😛

Anúncios

SEXO na Música

A pretexto do mais recente album de Madonna e da sua capa (que todos podemos ver espalhados nos outdoors da Vodafone), a Gigwise resolveu eleger as 50 capas de CD mais sexy e provocantes de todos os tempos! Mas desenganem-se aqueles que pensam que se tratam apenas de capas com mulheres bem bonitas e nuas, senão vejam esta:

 

ou a dos Liars, que ficou em 1º lugar:

Mas não fiquem tristes, estas são apenas algumas das surpresas que poderemos encontrar ao longo da lista. No site poderão ver uma a uma e ler o porque de terem sido escolhidas, entretanto, aqui deixo a lista:

1. Liars – It Fit When I Was A Kid
2. Nashville Pussy – Let Them Eat Pussy
3. Herb Alpert¿s Tijuana Brass – Whipped Cream & Other Delights
4. Devo – Hardcore Devo ¿ Vol 1
5. Spank Rock – Bangers & Cash
6. The 2 Live Crew – As Nasty As They Wanna Be
7. Kevin Rowland – My Beauty
8. The Rolling Stones – Sticky Fingers
9. Sugar Ray – Lemonade and Brownies
10. Pulp – This Is Hardcore
11. Jimi Hendrix Experience – Electric Ladyland
12. Ice-T – Gangsta Rap
13. Prince – Lovesexy
14. Kid Loco – Jesus Life For Children Under 12 Inches
15. Red Hot Chili Peppers – Abbey Road EP
16. Roxy Music – Country Life
17. Die Toten Hosen – Reich & Sexy
18. The Black Crowes – Amorica
19. Jimmy McGriff – Groove Grease
20. Fausto Papetti – 18a Raccolta
21. Sebastien Tellier – Sexuality
22. Bob Geldof – Sex, Age & Death
23. Louis XIV – The Best Little Secrets Are Kept
24. Casanova – All Beauty Must Die
25. Dwarves – Come Clean
26. Lords Of Acid – Crablouse
27. Slunt – Get A Load Of This
28. Herbie Mann – Push Push
29. Catherine Wheel – Adam & Eve
30. Hinder – Extreme Behaviour
31. Wild Cherry – Wild Cherry
32. The Strokes – Is This It
33. The Slits – Cut
34. Queens of the Stone Age – Queens of the Stone Age
35. Rollins Band – Nice
36. Buckcherry – Buckcherry
37. Deftones – Around The Fur
38. Tom Waits – Small Change
39. REO Speedwagon – Hi Infidelity
40. Goldfrapp – Supernature
41. Grace Jones – Island Life
42. Morrissey – Your Arsenal
43. Queen Adreena – Drink Me
44. The Cars – Candy-O
45. Scorpions – Love At First Sting
46. Bon Jovi – Slippery When Wet
47. RATT – Invasion Of Your Privacy
48. Blink 182 – Enema of the State
49. Ween – Chocolate & Cheese
50. Madonna – Hard Candy

E uma capa realmente sexy para os que tanto esperaram 😛

Genialidade Musical

2208480517_3f7806b9d21.jpg

Hoje, neste belo dia de sol, quando me preparava para abandonar a cidade de Lisboa pelos barcos rumo ao Barreiro, uma música começou a tocar no meu leitor de Mp3 por puro acaso. Mas foi um acaso extremamente feliz… Era a música Verdes Anos de Carlos Paredes. Esta bela música que em tanto representa Portugal, tem sem dúvida mais significado quando observamos toda a Lisboa. Assim, dei por mim a viajar pela paisagem que observava ao som das cordas da guitarra que ora assumem um ritmo mais frenético, ora um ritmo mais cadenciado. Esta música genial de Carlos Paredes foi composta pelo própria para um filme do mesmo nome. De acordo com o próprio «Muitos jovens vinham de outras terras para tentarem a sorte em Lisboa. Isso tinha para mim um grande interesse humano e serviu de inspiração a muitas das minhas músicas. Eram jovens completamente marginalizados, empregadas domésticas, de lojas – Eram precisamente essas pessoas com que eu simpatizava profundamente, pela sua simplicidade». O seu amor à guitarra era tal que diz-se, quando perdeu a guitarra durante uma viagem de avião, pensou por momentos em matar-se, mas infelizmente este amor não durou até à sua morte, pois nos 11 anos que a precederam esteve impossibilitado de tocar guitarra, dada a doença nervosa que sofria. Era um génio musical português, como dificilmente encontraremos igual…

“Quando eu morrer, morre a guitarra também.
O meu pai dizia que, quando morresse, queria que lhe partissem a guitarra e a enterrassem com ele.
Eu desejaria fazer o mesmo. Se eu tiver de morrer.”

A música é singela e aconselho a todos que a escutem com a devida atenção, preferencialmente como eu tive a sorte de ouvir,numa bela tarde de sol a olhar para Lisboa com o Tejo bem ao lado…